Imóveis na Planta em São PauloImóveis na Planta – Imóveis em toda a Grande São Paulo

Prédio de São Paulo é eleito um dos dez melhores do mundo

O empreendimento Vitra, que deverá ser lançado em 2013, foi considerado o 6º melhor prédio do mundo, junto com outras metrópoles tradicionais em construir belas edificações

01 de Outubro de 2012 | 17h46

Infomoney | Especial Imóveis

Por Heraldo Marqueti Soares

SÃO PAULO – A construção na esquina das ruas Horácio Lafer e Lopes Neto, no Itaim Bibi nem ficou pronta e seu resultado já é reconhecido mundialmente. A revista norte-americana Worth listou o futuro edifício “Vitral” no ranking dos melhores prédios do mundo, na 6ª posição.

As práticas sustentáveis adotadas pelo projeto chamou a atenção dos especialistas no ranking. O projeto do prédio paulistano é do polonês Daniel Libeskind, responsável pela revitalização da área do “Marco Zero”, onde ficava o World Trade Center em Nova York.

Inclusive, é um edifício de Nova York que está no 1º lugar da pesquisa. O “One57” promete mudar a paisagem de Manhattan com seus 90 andares – o mais alto prédio residencial da metrópole norte-americana.
Confira a lista elaborada pela revista Worth:

Melhores prédios do mundo
Edifício Cidade/País
* Worth Magazine
One57 Nova York/EUA
One Hyde Park Londres/Inglaterra
Opus Hong Kong
Absolute Towers Toronto/Canadá
HSB Turning Torso Malmo/Suécia
Vitra São Paulo/Brasil
Linked Hybrid Pequim/China
Aqua Chicago/EUA
Millennium Tower São Francisco/EUA
10º Apogee Miami/EUA

Vitra O Vitra em São Paulo está na lista junto com construções de cidades já tradicionais em magníficos edifícios, incluindo Toronto, Londres, Hong Kong e Copenhagen.

O novo empreendimento do Itaim Bibi terá 18 andares e está sendo construído com sistema de reutilização de águas. Todas as suas unidades já foram vendidas por valores que oscilaram entre R$ 9 milhões e R$ 20 milhões.

Segundo a revista, o arquiteto polonês Libeskind afirmou que o projeto do Vitra foi inspirado nas belezas naturais brasileiras e na ambição de São Paulo em tornar-se a “Manhattan do século XXI”.

Fonte: 01/10/2012 – Infomoney | Especial Imóveis