Imóveis na Planta em São PauloImóveis na Planta – Imóveis em toda a Grande São Paulo

Aluguéis em São Paulo ficam 7,96% mais caros em 2012

A variação do preço médio de locação foi a menor já registrada pelo Secovi-SP para um intervalo de 12 meses, desde maio de 2008

22 de Janeiro de 2013 | 10h40

Exame | Economia | Imóveis

Por Fernanda Cruz, Agência Brasil

São Paulo – Os contratos novos de locação residencial fechados na cidade de São Paulo no ano de 2012 registraram variação de 7,96%, segundo pesquisa mensal do Sindicato da Habitação (Secovi-SP). O índice foi semelhante ao Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), indicador que corrige a maioria dos contratos de aluguel em andamento, que subiu 7,82% entre janeiro e dezembro do ano passado.

A variação do preço médio de locação de 7,96% foi a menor já registrada para um intervalo de 12 meses, desde maio de 2008. Naquela época, houve uma elevação de 7,87% no período de junho de 2007 a maio de 2008.

Em dezembro de 2012, quem procurou moradia para alugar encontrou valores muito próximos aos vigentes no mês anterior, pois a variação média dos aluguéis ficou de apenas 0,2%.

As residências com maior acréscimo em dezembro foram as de um quarto, que apresentaram crescimento médio de 0,5%. O aluguel de imóveis com mais de dois dormitórios ficou estável.

O fiador foi a modalidade de garantia mais usada pelos inquilinos e proprietários, com 47%. O depósito de até três meses de aluguel respondeu por 32,5% dos contratos de locação efetuados. Já o seguro-fiança foi responsável por 20,5% das moradias alugadas.

As casas na capital paulista, em dezembro do ano passado, tiveram o Índice de Velocidade de Locação (IVL) – que mede em número de dias quanto tempo se leva para assinar um contrato – entre 13 e 33 dias. Os apartamentos demoraram, em média, entre 19 e 39 dias para serem alugados.

Fonte: 22/01/2013 – Exame | Economia | Imóveis